DICAS DO EVANGELHO

 

 


 

O EVANGELHO É SANTO REMÉDIO PARA TODOS OS MALES

 

          

Sua distribuição deveria ser feita por todos os espíritas, principalmente pelas casas espíritas.  Nosso Centro já distribuiu mais de 3.000 exemplares gratuitamente.


Ao colocar um Evangelho nas mãos de alguém, com toda a certeza estará colocando uma luz divina, um socorro, um auxílio muito maior que um bem material.


Tudo o que precisamos está no Evangelho.


Na terra, tudo parece tão difícil, por um simples problema, falta de compreensão e prática do Evangelho.


No momento que você seguir tudo o que está escrito no Evangelho, com toda certeza seus problemas não mais existirão, ou pelo menos você irá enxergá-los de forma bem mais harmoniosa.


Para conseguir alcançar a benção de compreender e praticar todo o Evangelho é preciso começar.


Uma página, um parágrafo por dia, bem lido e compreendido já será um grande começo.


Ninguém chega ao fim sem partir do princípio.


E ao se sentir desesperado, revoltado, desmotivado, ao invés de se lastimar de blasfemar contra Deus ou quem quer que seja leia o Evangelho.


Abra e pense, analise se o erro não está em você.  Se você esta praticando o que ali está, pois a ajuda que Deus está lhe dando está ali, em suas mãos, no Evangelho.


O Evangelho no Lar é fundamental para que se tenha paz, união e harmonia familiar.


Um lar sem oração está constantemente com as portas abertas para as más influências e as “más visitas”.


Aonde existe oração existe deus e aonde existe deus não há espaço para nada que não venha dele.


As crianças principalmente necessitam aprender a conviver com o culto do Evangelho no Lar, com orações, com as palavras de Deus, Jesus.



Quem evangeliza uma criança, está preparando um grande ser para o futuro.


Um pai que ensina o Evangelho a seu filho estará no mínimo cumprindo sua obrigação e evitará com certeza grandes dores de cabeça futuras.


Em nosso site temos a disposição gratuita o Evangelho Segundo o Espiritismo além das obras básicas da Doutrina Espírita.

 

 

 

 

Quando ficamos indecisos quanto a alguma coisa que temos por fazer, devemos propor-nos, antes de tudo, as seguintes questões:


1º) O que pretendo fazer pode causar algum prejuízo à outra pessoa?


2º) Pode ser útil a alguém?


3º) Se alguém fizesse o mesmo para mim, eu ficaria satisfeito?


Se o que temos de fazer só interessa a nós mesmos, é conveniente pesar as vantagens e desvantagens pessoais que nos pode advir. Em todo caso, pode-se sempre pedir a assistência dos Espíritos Protetores, lembrando-nos desta máxima de sabedoria: Na dúvida, abstém-te! (Cap. XXVIII, nº 38)

            

             Prece –  Em nome de Deus Todo-Poderoso, vós, Bons Espíritos que me protegeis, inspirai-me a melhor decisão a tomar, na incerteza em que me encontro. Dirigi o meu pensamento para o bem, e desviai a influência dos que tentam enganar-me.

 

 

João Carlos Previdello

 

 


 

 

 FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

 

“Fora da caridade não há salvação, estão contidos os destinos do homem sobre a Terra e no céu. Sobre a Terra, porque, à sombra desse estandarte, eles viverão em paz; e no céu, porque aqueles que a tiverem praticado encontrarão graça diante do Senhor.” Paulo, Paris, 1860.

 


 

Caridade absoluta:


A perfeição está toda, como disse o Cristo, na prática da caridade absoluta; mas, os deveres da caridade alcançam todas as posições sociais, desde o menor até o maior. Nenhuma caridade teria a praticar o homem que vivesse insulado. Unicamente no contato com os seus semelhantes, nas lutas mais árduas é que ele encontra ensejo de praticá-la. O Evangelho Segundo o Espiritismo, Cap.17/item 10.


Aquele, pois, que se isola priva-se voluntariamente do mais poderoso meio de aperfeiçoar-se; não tendo de pensar senão em si, sua vida é a de um egoísta.    


No texto do livro “Sol nas Almas”, pelo espírito André Luiz:


Como Jesus, o Divino Mestre do bom exemplo, dar o que temos em favor dos outros é associar várias qualidades de espírito que, em conjunto, compõem a caridade.


Por isso, a ação de dar, observa os dez mais expressivos estados da alma que nos levam as Forças Superiores:


Gentiliza – dar sem humilhar quem recebe


Humildade – dar disfarçando o gesto de dar


Compaixão – dar sem salientar a deficiência dos semelhantes, mas sim a exaltar a melhor parte


Discrição – dar sem alarde e sem ostentação


Indulgência – dar sem relacionar a ingratidão ou incompreensão que lhe venham em troca


Alegria – dar com aprazimento e simpatia, irradiando otimismo

 

 

Fraternidade – dar indiscriminadamente, sem condições ou preferências


Condescendência – dar sem a preocupação de que os supostos beneficiários possam ser falsos necessitados


Desinteresse – dar sem perguntas de qualquer natureza, sem exigência daquilo ou disso e sem essas ou aquelas intenções secundárias


Disciplina - dar criando o hábito de dar periodicamente

 

 

Podemos concluir que a piedade é caridade, é amor. Caridade é evolução, caridade não é o gesto de dar bens apenas, é também, aquele que dispõe todo seu potencial a favor dos semelhantes, caminha consolidando a própria paz.

 

 

 

 

João Carlos Previdello

 

 

 


 

 

HÁ DOIS MIL ANOS, EM BELÉM DA JUDÉIA O ANJO, ANUNCIOU:

 

“Não temais: eis aqui vos trago boa nova de grande alegria, que o será para todo o povo: que hoje nasceu o Salvador, que é CRISTO O SALVADOR”.

E, subitamente, apareceu com o anjo uma multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo: “Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem“.

 

 

 

A terra recebia, pela primeira vez, a visita de um Espírito Celestial, que plantou o marco da era do amor, “amai-vos uns aos outros”.

Durante toda sua vida, Jesus não fez outra coisa se não proclamar a Glória de Deus, nosso Pai Celestial, a demonstrar a imortalidade do espírito, a conquista da vida eterna pela prática constante do amor ao próximo. Combateu a ignorância e os dogmas. Toda a Sua vida é ato constante de caridade, simplicidade e humildade.

Tudo vai passando, reinos, impérios, templos, metrópoles, mas a palavra de Jesus, que constitui o seu Evangelho, vai aumentando em todas as direções, penetrando em todas as consciências.

Que o nosso Aniversariante lhes iluminem, que essa luz possa preencher-lhes o coração, NATAL...

 


 

 

Não esqueça, no Natal comemoramos o nascimento de Jesus;

Que o Natal seja um dia de fé, esperança e amor;

Que seu coração seja leve, com alegria;

Que o resplendor da beleza e da paz, tragam a união dos povos e reine na Terra;

Que você experimente a maravilha de amar a todos;

Que você sinta Jesus no encontro da família e dos amigos;

Que você agradeça a Deus pelo maior presente recebido, Jesus Cristo;

Só o amor na mais pura expressão, representa o Natal.

 

 

João Carlos Previdello

 

 


 

O MAIOR MANDAMENTO: O AMOR

 

1.    Mas os fariseus, quando ouviram que Jesus tinha feito calar a boca dos saduceus, juntaram-se em conselho. E um deles, que era doutor da lei, tentando-o, perguntou-lhe: Mestre, qual é o maior mandamento da lei? Jesus lhe disse: Amará ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, este é o maior primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Estes dois mandamentos contêm toda a lei e os profetas. (Mateus, XXII: 34-40).

 

 

 

2.    E assim, tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o também vós a eles. Porque esta é a lei e os profetas. (Mateus, 7: 12).

            Tratai todos os homens como quereríeis que eles vos tratassem.

 ( Lucas VI: 31)

 

 

Tudo está contido numa palavra: amor! Quando entendermos e praticarmos esse amor, exemplificado pelo cristo, estaremos plenamente na lei de deus.

 Mas o que é amor?

Confundimo-lo com a palavra “paixão”, orgulhosa e egoísta.  Amor é “abdicar” de si em favor dos irmãos; não foi isto que o mestre fez? Caminhemos no sentido de conseguirmos suplantar nossas “paixões” e, gradativamente, mergulhamos no mar do divino amor.

Amar o próximo como a si mesmo: fazer para os outros o que queríamos que os outros fizessem para nós é a mais completa expressão da caridade, porque resume todos os deveres para com o próximo. Não se pode ter guia mais seguro, a esse respeito, que tomando por medida, do que se deve fazer para o outro o que deseja para si. Com qual direito se exigiria dos semelhantes mais do que corretos procedimentos, de indulgência, de benevolência e de devotamento do que se tem para com eles?  A prática desses ensinamentos ajuda a destruir o egoísmo.

 

Em resumo:

Quando os homens as tomarem como normas de conduta e como base de suas instituições, compreenderão a verdadeira fraternidade, e farão reinar a paz e a justiça entre eles. Não haverá mais ódio e nem dissensões, mas, união, concórdia e mútua benevolência.

 

 

 

Copilado e interpretado: várias fontes da Doutrina Espírita

João Carlos Previdello

 

 

 CORÍNTIOS 13

 AMOR

1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

8 O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;

10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.

11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

 

 

 

 


 

 

UMA FORTUNA VERDADEIRA

SETEMBRO - 2017                     

 

Meus queridos amigos, vamos conversar um pouco sobre o que realmente importa acumular em nossa estada no planeta Terra? Porque ao estudarmos o Evangelho Segundo o Espiritismo e demais textos da doutrina, nos deparamos com informações que nos dão conta de que não seremos realmente felizes se dedicarmos total atenção à obtenção de bens materiais, e deixarmos de lado o que importa verdadeiramente, nossa evolução espiritual.

 

Por quê?  Qual seria o motivo, uma vez que estamos vivendo na matéria, estamos encarnados, para vivermos experiências físicas, qual seria o problema de ajuntarmos bens materiais (muitas roupas e muitos sapatos de marcas bacanas, trocar de celular num passe de mágica – tão logo estivesse ultrapassado)...

 

Deus nos deu possibilidades, todas que possuímos, para nos dedicarmos ao bem! O bem só é verdadeiramente bem, quando o é para o maior número de pessoas possível! Bem que é bem só pra um e prejudica os demais não vale. Agora ficou fácil perceber que, se estamos vivendo uma situação financeira um pouco melhor da que é usufruída pelos demais neste momento, é para estender as mãos a quantos pudermos ajudar! Só assim o bem será bem para um grande número de pessoas e não apenas para nós mesmos!

 

Bem que é bem só pra um é egoísmo! E este é o principal vício moral contra o qual devemos trabalhar, segundo a orientação de nosso Evangelho Segundo o Espiritismo. Além do mais, no capítulo 16, a espiritualidade nos informa que os bens materiais pelos quais tanto brigamos aqui na Terra, nem são nossos! Somos administradores dos bens que pertencem ao Dono do Mundo! Apenas administradores! Tanto é que, ao partir para a verdadeira vida, nada podemos levar destes bens!

 

Mas alguns nós possuímos, são nossos! Podemos levar para a Vida Espiritual, podemos usá-los à vontade, estes são nossos: a inteligência, os conhecimentos, as qualidades morais e o registro de todo o bem que tivermos realizado. Todo este patrimônio pode nos proporcionar o avanço espiritual necessário para nos sentirmos mais próximos de Deus, o que nos levará inexoravelmente à felicidade. Este patrimônio espiritual pode até atenuar as consequências de escolhas desastrosas do passado, uma vez que a bondade e a justiça divinas saberão apreciar nossa dedicação desinteressada ao bem.

 

É tudo o que Jesus espera de nós, que nos dediquemos ao bem do próximo! Que saibamos usar todas as possibilidades que recebemos para agir com caridade! Fora da caridade não há salvação, ou em outras palavras, tendo a caridade por guia nós nunca nos desencaminharemos!

 

 

Ana Lúcia Vendramini 

 

 


 

“QUEM MALTRATA UM ANIMAL É ALGUÉM QUE AINDA NÃO APRENDEU A AMAR” (Chico Xavier)

 

JUNHO – 2017    

 

Meus queridos amigos têm a certeza, que dentro do coração de cada um vibra um desejo enorme de viver num planeta Terra transformado, no qual reinem a paz e a justiça divinas. Sabemos que estamos num momento evolutivo ao qual o Evangelho Segundo o Espiritismo se refere como de expiação e provas, dentro de uma escala progressiva, que devemos galgar, e que vai de mundos primitivos até mundo celestes. Nossa próxima estação evolutiva será mundo em regeneração.

Difícil para nós imaginarmos o tamanho da bem aventurança, da felicidade possível de ser usufruída num planeta nesta situação. O motivo é bem simples: nunca vivenciamos uma situação sequer parecida! Então para nós, será como ter alcançado o paraíso!

Então vamos tomar por referência outros planetas que, de acordo com as informações recebidas pela mediunidade de Chico Xavier, já superaram a fase expiação e provas... Como é o comportamento da humanidade que habita estes planetas mais evoluídos?

Para citar apenas dois exemplos, Maria João de Deus, no livro “Cartas de uma Morta” relata a Chico Xavier, seu filho, que Saturno é um planeta sem vícios, sem maus costumes, sem guerras, e no qual ninguém se nutre sacrificando vidas. Informa ainda que, em Marte, a evolução se deu sem que nunca destruíssem outros seres da criação para lhes servir de alimento.

Não haverá exceção para nós, humanidade terrestre, porque não há exceções na LEI DE AMOR! Não é possível amar com restrições, sejam elas de raça, cor, idade, sexo ou espécie. Nós ampliaremos o círculo de abrangência de nosso amor, assim que assumirmos a responsabilidade pela educação de nossos irmãos menores, auxiliando-os em seu progresso! Este o papel que temos a desempenhar, pois de acordo com Chico Xavier, nós devemos auxiliar os animais na mesma proporção em que somos auxiliados por nossos anjos da guarda. A questão que não abandona nossa mente é: e se nossos anjos da guarda nos tratassem como tratamos os animais?

Se pensarmos apenas nos cachorrinhos ou gatinhos de estimação, não encontraremos a raiz do problema. Afinal, nós os tratamos tão bem. Mas não, estamos falando nos animais sacrificados diariamente, apenas para satisfazer nossos paladares, ainda embrutecidos. É chegada a hora de darmos uma chance a nós mesmos de realizarmos um mundo diferente aqui mesmo onde estamos, e esta paz que tanto desejamos começa em nosso prato.

Com um pouquinho de boa vontade e muito amor no coração, vamos descobrindo como elaborar alimentos gostosos e saudáveis, sem qualquer resquício de crueldade animal. Vamos nos interessar, a internet facilitou nossas vidas, vamos usar esta busca de informações por um mundo de paz, com o direito à vida respeitada para todas as espécies.

 

 

Ana Lúcia Vendramini 

 

 


 

PARA O DIA NASCER FELIZ!

MAIO-2017  

                 

Olá meus queridos amigos! Hoje a dica do Evangelho Segundo o Espiritismo é bem legal, e pode melhorar muito a nossa qualidade de vida, com uma atitude bem simples! E depois de incorporar esta dica ao nosso cotidiano, aí sim poderemos ver o dia nascer feliz!

Sabemos que quando dormimos somente nosso corpo físico repousa, enquanto nosso Espírito, num estado de liberdade que se evidencia durante este repouso, está sempre atuando e entrando em contato com outros Espíritos afins... É isso mesmo meus amigos, só o corpo precisa de descanso físico!

Daí é fácil compreender, que se estamos acordando de mau humor, ansiosos, cansados... Provavelmente o que ocorreu durante a nossa noite de sono foi que enquanto nosso corpo físico descansava, nosso Espírito esteve em contato com outros Espíritos não muito adiantados ainda! E o mesmo mal estar que toma conta de nós quando participamos de uma roda de fofoca, ou quando participamos de conversas levianas e com intenções não muito elevadas... É com este sentimento que acordamos após uma noite com estas companhias espirituais!

Já entendemos o motivo! Mas como agir para que isso não ocorra mais? Como agir para que ao invés de rodas de fofocas passemos a participar, por exemplo, de grupos de estudos do Evangelho, ou grupos de oração, durante o sono do corpo físico?

É isto o que vamos conseguir se fortalecermos nossa ligação com nossos benfeitores espirituais, especialmente aquele que chamamos de anjo da guarda, que todos possuímos, e foi designado para cuidar de nós! O tempo todo! Mas para isso é fundamental que nós nos liguemos a eles, firmemente, antes do repouso do corpo físico. É isso mesmo, meus queridos, estamos falando da ORAÇÃO ANTES DE DORMIR!

Orando antes de dormir é que vamos fortalecer laços com nossos amigos espirituais, que nos orientarão na aventura proporcionada pela relativa liberdade que adquirimos durante o sono, nos proporcionando momentos de aprendizado no bem e para o bem, momentos nos quais poderemos observar e ouvir bons conselhos, enfim colher subsídios que nos ajudarão grandemente quando acordarmos no dia seguinte.

Então, o convite está feito! Vamos tornar um hábito a nossa ORAÇÃO ANTES DE DORMIR e, aí sim, ver o dia nascer feliz!

 

 

Ana Lúcia Vendramini 

 


 

UMA VIAGEM PARA O TEMPO EM QUE JESUS ESTEVE ENTRE NÓS

 

ABRIL 2017                   

 

Assim foi minha viagem para Israel, meus queridos amigos, para passar por todos os lugares por onde Jesus passou! Dizem que algumas emoções muito especiais devem tomar conta de nós quando nos aproximamos de lugares assim...

De fato! Como uma criança que compreende pouco o mundo ao seu redor, me senti exatamente a criança espiritual que mal compreende a grandeza dos acontecimentos que envolveram a passagem de nosso mestre pelo planeta Terra.

Em cada lugar preservado, as pedras trazem gravadas as lembranças de sua trajetória, desde os mistérios que envolveram seu nascimento a nos trazer a doce e sempre humilde presença de Maria, suas caminhadas pelo rude deserto da Judéia, os milagres realizados no Mar da Galiléia, a casa de Pedro, palco de tantos encontros e conversas sobre a boa nova.

Trouxe do mar de águas cristalinas da Galiléia uma conchinha. Fica perto do meu micro, dos meus livros, e traz em si a memória de todos os milagres que Jesus ali realizou nos chamando a atenção para o Reino de Amor e Paz que ele desenvolve para nosso orbe. Ainda ecoam em minha mente as narrativas de nossa guia, explicando cada acontecimento envolvendo este local. E, no entanto, não acreditaram nele!

E nós? Acreditamos ou não em Jesus? Será que os milagres aconteceram mesmo ou são histórias para atribuir poder e valor as narrativas que envolvem o mestre? Terão apenas sentido figurado, dentro de um estilo oriental de contar os fatos?   

O importante é que nós, APÓS SERMOS TOCADOS PELA MENSAGEM DE NOSSO MESTRE possamos dizer, como o personagem romano do filme RESSURREIÇÃO, que duvidava de tudo até se defrontar com Jesus, e quando lhe perguntaram no último instante do filme: “e agora, você acredita nele?” ele responde: EU ACREDITO QUE NUNCA MAIS SEREI O MESMO.

 

Ana Lúcia Vendramini 

 

 


 

“PRECE DE CARITAS” E “EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO”!

 

MAR 2017          

 

Meus queridos amigos! Nossa caminhada como espíritas nos ensina sobre o valor das orações, e não tem como falar no assunto sem lembrar-nos da belíssima “Prece de Cáritas”! Muito conhecida e realizada em todas as casas espíritas, podemos pensar que a encontraremos no Capítulo 28 do “Evangelho Segundo o Espiritismo” – aquele capítulo dedicado às orações! Mas não está lá! Por quê?

O “Evangelho Segundo o Espiritismo” veio a público em 1864... A “Prece de Cáritas” foi psicografada na noite de natal, 25 de dezembro, do ano de 1873, ditada pelo espírito Cáritas.

A prece está no livro "Rayonnements La Vie Spirituelle" (em português: “Reflexos da Vida Espiritual”), de autoria da Sra. W. Krell, excelente médium que contribuiu, com o seu suporte mediúnico, para o advento da Doutrina Espírita, não apenas com as mensagens de Cárita, insertas na Revista Espírita e no Evangelho Segundo o Espiritismo, mas também com as mensagens do Espírito de Verdade, que Kardec aprovou e reproduziu nas obras básicas.

Na Revista Espírita de 1862 (obra mensal, editada sob a responsabilidade de Allan Kardec, de 1858 a 1869), encontramos sobre Cáritas:

“Um espírito que se faz conhecer sob o nome característico e gracioso de Cárita, e cuja missão parece ser a de estimular a beneficência em socorro do infortúnio, houve por bem ditar a respeito à epístola que se segue e que nos foi enviada de Lyon. Como nós, os leitores certamente a colocarão no número das mais encantadoras produções de além-túmulo. Possa ela despertar a simpatia de todos os espíritas por seus irmãos sofredores! Todas as comunicações de Cárita são marcadas pelo mesmo sinete de bondade e de simplicidade”

E complementando, a nota do tradutor nos informa que se trata da mesma entidade espiritual que ditou as mensagens inseridas por Kardec no  Capítulo XIII, de O Evangelho Segundo O Espiritismo, a propósito da caridade.

 

Portanto, amigos, a oração não está no evangelho porque foi ditada 09 anos após sua edição, mas a sua autora espiritual – Cárita ou Cáritas – está presente no evangelho com lindas mensagens no Capítulo 13, itens 13 e 14. Vale dar uma lida, e sentir que sim, as mensagens são da mesma autora da oração.

Vamos ler a “Prece de Cáritas”, deixando-nos levar pelo encanto das rimas belíssimas, mas principalmente, envolvendo-nos no sentimento que eleva e nos faz desejar possuir a caridade pura, a fim de chegarmos mais perto de Deus.

Abraços! 

 

 

Ana Lúcia Vendramini 

 

 


 

O PÃO NOSSO DE CADA DIA


FEV 2017                                     


Queridos amigos!  Quando pensamos no pão nosso de cada dia, estamos pensando no alimento que não pode nos faltar, estamos pensando no pão que alimenta o corpo físico e também no "pão espiritual" para o desenvolvimento de nosso Espírito! E, claro, logo nos lembramos da oração que Jesus nos ensinou, na qual nos ensina a pedir a Deus este sustento: o Pai Nosso! 


A dúvida que temos é: como realizar o Pai Nosso de maneira eficiente, que realmente promova nossa comunicação com Deus, sem cair na simples repetição verbal de uma fórmula, distante da participação de nossas forças emocionais e mentais? Afinal, os próprios Espíritos Benfeitores nos alertam no início do Capítulo 28 do Evangelho Segundo o Espiritismo que "a forma não é nada, o pensamento é tudo".


Nós podemos realizar um Pai Nosso eficaz, que realmente nos aproxime de Deus e promova nosso sustento espiritual, nos amparando no desenvolvimento da fé, da esperança e do amor, desde que alcancemos o "profundo sentido contido nas poucas palavras" que Jesus nos ensinou! Ajudinha para isso está nos itens 2 a 3.7 do Capítulo 28 do Evangelho Segundo o Espiritismo, que nos traz o Pai Nosso explicadinho, frase a frase. 


Aí sim, após tomar posse de toda a significação por trás de cada expressão da oração perfeita, poderemos realizar nossa oração com toda a profundidade de significados que ela encerra em sua singeleza! A cada frase emitida nossa mente se iluminará com a lembrança de tudo o que ela abrange nos proporcionando tal paz que conseguiremos alcançar aquele estado de comunhão com Deus tão desejado por nós!  Vivencie esta experiência, ela vai mudar o seu modo de orar o Pai Nosso!


Então, ao trabalho! Vamos ler a explicação do Pai Nosso, e passar a fazer a oração que Jesus nos ensinou, com muito mais envolvimento mental e emocional! 
Abraços a todos!

 

 

Ana Lúcia Vendramini     

 

 


 

 

O QUE É QUE EU FAÇO AGORA?

 

JAN 2017                      

 

Olá meus queridos amigos. É janeiro, ano novo começando, todinho pela frente para realizarmos boas coisas! Que bênção! Peço a Deus e a Jesus que nos amparem na jornada rumo a procurar ser uma pessoa melhor durante este ano de 2017. 

 

Dentre as preciosidades que encontramos no Evangelho Segundo o Espiritismo, tem uma joia de extremo brilho, encrustada no Capítulo 28, o último, lembram-se? Falamos muito em livre arbítrio no meio espírita, aquela faculdade de, diante de uma situação da vida, escolher como vamos nos conduzir.

 

Sabemos a importância dele para nosso destino ser melhor e para alcançarmos a felicidade aqui na Terra. E o capítulo 28 do Evangelho Segundo o Espiritismo, no item 24, nos traz um guia maravilhoso para aqueles momentos quando estivermos indecisos entre realizar ou não qualquer ação, ou seja, como usar adequadamente nosso livre arbítrio, de forma harmoniosa com os ensinamentos de nosso mestre.

 

Orienta o item 24 que quando indecisos entre fazer ou não qualquer ação, que  façamos a nós mesmos as seguintes perguntas:

 

1º Aquilo que eu hesito em fazer pode trazer prejuízo à outra pessoa?

 

2º Pode ser útil a alguém?

 

3º Se agissem assim comigo, eu ficaria satisfeito?

 

Não há como errar seguindo estas orientações: Não devo fazer se minha ação prejudica alguém! Não devo fazer se minha ação não tem qualquer utilidade! Não devo fazer ao outro o que eu não desejo seja feito para mim!

 

Como se não bastasse, e como estamos no capítulo 28, que é o capítulo destinado às orações, vem o esclarecimento de que ainda podemos solicitar a assistência dos nossos Espíritos protetores! Ou seja, podemos orar pedindo orientação! Nossas preces sempre terão resposta... o problema é  que nem sempre entendemos ou percebemos que fomos atendidos!

 

E então podemos ficar na dúvida! Agimos ou não? Falamos ou não? E vem a palavra final da espiritualidade maior: “Na dúvida, abstenha-se”. Mais claro impossível! Está na dúvida se sua atitude ou palavra vai prejudicar, se tem utilidade, ou se ficaria feliz se agissem ou falassem assim com você? Não aja! Não fale! Difícil? Garanto que vale a pena, estaremos participando para ajudar a instalar o Reino de Deus na face da Terra.

 

Mais uma joia do Evangelho para trazer beleza às nossas vidas!

 

Abraços a todos!

 

 

Ana Lúcia Vendramini

 

 

 


 

 

DUAS DICAS PRECIOSAS PARA COMEÇAR BEM O ANO!

 

Meus queridos amigos! Um novo ano se aproxima, tem uma promessa de coisas novas no ar. E queremos do fundo de nossos corações que esta promessa se realize. E por isso esta nossa conversa de hoje será sobre o que Jesus pode ter pra nós, pra que a gente tenha uma vida melhor, mais plena de realizações, mais produtiva, mais feliz em 2017!


Nós sabemos que Jesus cuida do planeta Terra desde sua formação geológica, e que existe um plano de evolução espiritual traçado para nós humanidade terrestre, e que vem se cumprindo sob os cuidados minuciosos de nosso mestre. Ele se preocupa conosco, com cada um de nós e trabalha pela nossa evolução, nossa felicidade, nosso acerto!


Como seguir nossas jornadas de acordo com as orientações de Jesus para as nossas vidas? Seguem duas dicas preciosas, para começar bem o ano, mais próximos de nosso mestre:


1º Valorizar a oração! A oração pode mudar nossa vida!


Este poderoso instrumento que nos põe em contato com a divindade, nos norteia os passos, acalenta nossos corações. Mas, se você já vem orando há muito tempo e não tem percebido nada disto, está na hora de ler  o capítulo 27 do E.S.E. , intitulado “Pedi e obtereis”, e entender como a prece funciona, sua ação, sua eficácia! Depois experimentar integrar esta experiência na sua vida! Faça suas preces com as orientações de Jesus ressoando em sua mente, agora iluminadas pelas explicações dos Espíritos que trazem a compreensão de como a prece produz seus efeitos, como age! Seja constante na oração e vá sempre observando como sua prece vai se tornando mais eficiente agora que você compreende o que ocorre quando ora!


2º Realizar o Evangelho no Lar!


O meio mais prático de trazer os ensinamentos de Jesus, de forma metódica e assídua para as nossas vidas!


Arrume tempo, arrume um lugar à mesa, ponha água para fluidificar, dedique-se por 20 a 30 minutos na semana a descobrir o que Jesus tem para a sua vida! Hoje, agora, para seus problemas que só você conhece a dimensão, nosso amigo e mestre tem uma consolação, um amparo, uma intuição; basta abrir-se para escutá-lo em seu coração.


São detalhes, mas que podem mudar e enriquecer nossas caminhadas, fazendo que no final do próximo ano possamos olhar para trás e ver que conseguimos agregar mais amor, perdão, humildade e caridade em nossas vidas! Enfim, conseguimos nos aproximar do nosso mestre que cuida amorosamente de nós, suas ovelhinhas, e não quer que nenhuma só se perca.
 

Feliz Ano Novo, com Jesus no coração!

 

Ana Lúcia Vendramini

 

 


 

POR QUE UM EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO?

 

Meus queridos amigos, hoje vamos meditar sobre algumas questões importantes que envolvem o nosso “Evangelho Segundo O Espiritismo”, que daqui para frente vamos chamar simplesmente de E.S.E. combinado? São questões como: por que ele foi elaborado?  O que ele tem de diferente dos evangelhos que estão na Bíblia? 

Sim, ele é um pouquinho diferente dos Evangelhos da Bíblia.  Primeiro porque o E.S.E. Não traz a vida de Jesus em ordem cronológica desde o nascimento até a crucificação.   No E.S.E. as parábolas e ensinamentos de Jesus são organizados por temas, em 28 capítulos.   Segundo porque não traz aspectos da vida diária de Jesus, seu nascimento e morte, ou seus milagres... Então o que traz? Exclusivamente os ensinamentos morais de Jesus para nós! Tudo o que interessa para nossa evolução moral.  O foco é total em nossa educação espiritual, nossa reforma interior, nossa melhoria espiritual!

Apenas as parábolas e ensinamentos diretos de Jesus foram destacados dos Evangelhos da Bíblia para nos servir de roteiro. Nada de discutir sobre a virgindade de Maria, sobre a possibilidade de multiplicação dos pães ou sobre a morte e ressurreição de Jesus!! Mas, se você gostaria de saber a explicação espírita para estes acontecimentos, não precisa ficar triste, tudo o que queremos saber sobre os milagres e predições de Jesus está explicado em outro livro da codificação: A Gênese.  Vale a pena dar uma olhada!

Por fim, o E.S.E. não traz uma nova moral, porque não há ensinamento melhor que o de Jesus!  Apenas explica os ensinamentos de Jesus, e muitos que eram incompreensíveis e pareciam não ter sentido algum, adquirem clareza quando temos em mente as informações que o espiritismo nos traz sobre a imortalidade do Espírito, a reencarnação, a existência do períspirito, a comunicabilidade entre o mundo físico e espiritual.  

Então, se o E.S.E. tem tudo o que interessa para a nossa evolução espiritual, não vamos perder tempo, vamos nos esforçar pra ler uma página por dia, e meditar o que ela tem pra nossa vida, e o que podemos mudar em nosso sentir – pensar – falar para nos adequarmos a estes ensinamentos e chegarmos cada vez mais próximos da felicidade prometida por Jesus! Abraços a todos!

 

Ana Lúcia Vendramini

 


 

 

Meus queridos amigos é um prazer muito grande ter um espaço neste site do nosso querido Centro Espírita Chico Xavier para falar de Jesus. E é com a certeza de que ele pode mudar nossas vidas, nossa trajetória e transformar nossa história numa história feliz e útil que escreverei para vocês, abordando questões do evangelho segundo o espiritismo.


E vai a dica de hoje: você acaba de receber em mãos o seu exemplar do “Evangelho Segundo o Espiritismo” e não sabe nem por onde começar? Comece pelo último capítulo. Isso mesmo. Não se trata de algum engano. Comece pelo capítulo 28, que traz um resumo de toda a doutrina espírita. 

CAPÍTULO 28 – COLETÂNEA DE PRECES ESPÍRITAS! Isso mesmo, após a genial explicação do Pai Nosso, a partir do item 4,  TODOS OS PRINCÍPIOS DA DOUTRINA são explicados neste capítulo de forma bem prática e resumida. Prática sim, porque você verá que antes de cada oração que serve como um exemplo que podemos aplicar às questões de nossa vida vem uma pequena explicação sobre um ponto elementar da doutrina. 

Sugiro que você se dedique a leitura completa do capítulo 28! Apenas como incentivo, seguem alguns exemplos bem marcantes dos assuntos abordados: a existência dos Anjos Guardiões (item 11), uso do livre arbítrio (item 24), o que ocorre com nosso espírito enquanto dormimos (item 38), reencarnação- provas, expiação, missões (item 53), suicídio (item 71), o que é obsessão, como se proteger e ajudar outras pessoas (item 81). É só uma pequena amostra. Leia que é o melhor resumo da doutrina ao nosso alcance!

Após esta viagem resumida por toda a doutrina, você estará pronto para começar a desvendar o “Evangelho Segundo o Espiritismo”! Algumas questões que estão sempre nos propondo: por que ele foi elaborado, o que ele tem de diferente dos evangelhos que estão na bíblia?  Veremos no próximo artigo. 

Estamos todos convidados a permitir que Jesus ilumine nossa jornada na terra! Abraços a todos!


 

Ana Lúcia Vendramini